Pular para o conteúdo principal

Postagens

Destaques

Do livro não se livre

Estive ausente desta página, por incrível que pareça, durante esses difíceis meses de convívio com a pandemia do novo coronavírus. Digo incrível, pois seria de se esperar que, com mais tempo livre em casa, as horas de dedicação à leitura e às resenhas de livros aumentassem deveras. Mas o corpo e o espírito não correspondem às nossas expectativas. Por vezes, eles sofrem os abalos da vivência cotidiana, do fardo diário de uma crise sem precedentes, com dimensões propícias a abalar os projetos e os sentidos de vida. Muitos, que sobreviveram à Covid-19, morreram de desgosto pelas próprias mãos.Uma coisa, porém, permanece: a angústia da morte e do tédio são vórtices de energia capazes de alavancar a alma aos mais elevados anseios existenciais, a partir de um mergulho em si mesmo devidamente munido da arte como exercício criativo de significar a própria vida e as vivências que sofremos e sentimos. A arte é um constante convite a que mergulhemos em nós para nos elevar ao que mais importa, al…

Últimas postagens

O rebanho de Caeiro-Pessoa

Traduzir-se com Gullar

Sobre o filme O poço

A Divina Comédia - Dante

Raízes do Brasil - Sérgio Buarque de Holanda

Quem tem medo da poesia?

Virginia Woolf - Carta a um jovem poeta

Prometeu Acorrentado, de Ésquilo